Pedagogia

Entendemos a escola como um espaço de humanização no qual a criança é convidada a vivenciar os conhecimentos, as diversas formas de compreender e estar no mundo que a cerca. A escola é um local que propicia oportunidades para desenvolvimento de habilidades sociais, críticas e da autonomia.

Para nós, cada criança é um indivíduo único e deve ser tratado como tal. Não nos interessam as padronizações escolares convencionais de idade, séries, gênero. O que nos importa são os interesses do educando, suas necessidades, descobrir e encorajar suas aptidões e potencialidades, respeitando sempre sua história e sua cultura. 

Visamos a um ideal de educação: aprender sem paredes, no convívio com os outros. O Projeto Âncora implode a tradicional relação hierárquica entre mestre e discípulo. Aqui o aprender se faz junto, na troca de experiências, de ideias, de gostos e de sonhos. Temos como meta o desenvolvimento da autonomia - a do educando e a dos educadores.

Dispositivos

Os dispositivos são ferramentas que auxiliam a prática pedagógica, possibilitando o exercício da reflexão, da autonomia e do engajamento coletivo.

Acho bom / Não acho bom
É uma tabela com as colunas “Acho bom”, na qual os educandos podem listar o que acham bom na escola, e a “Não acho bom”, com os itens que não os agradam e que são levados para discussão em assembleias.
Assembleia de alunos
É a estrutura de organização educativa que proporciona e garante a participação democrática dos educandos na tomada de decisões que dizem respeito à organização e funcionamento do Projeto Âncora. Somente quando há consenso é que os educandos cumprem o que decidiram.
Associação de Pais e Amigos do Projeto Âncora
Constituída pelos pais e/ou responsáveis pelos educandos, é uma interlocutora da vontade dos pais. Participa das reuniões de equipe e do conselho do Projeto Âncora.
Preciso de ajuda / Posso ajudar
Quando algum educando sente dificuldade em aprender algum assunto específico, ele preenche o quadro “Preciso de ajuda”. Outro educando, que sente possuir um conhecimento do assunto, inscreve-se na coluna ao lado - “Posso ajudar” - e ensina o colega com a dúvida.
Comissão de ajuda
Faz parte da organização da Assembleia. É este grupo que prepara o espaço da Assembleia, organiza o livro de presenças e ajuda a manter a ordem.
Lista de conteúdos por objetivos
Consiste em uma lista completa das competências e conteúdos que integram os Parâmetros Curriculares Nacionais. Encontra-se afixada na parede de cada sala de estudo, com os itens simplificados ao nível de compreensão dos próprios educandos.
Murais
Informações a serem partilhadas com toda a comunidade educativa são colocadas nos murais.
Pedir a palavra
Sempre que um educando ou educador, dentro de um espaço de trabalho, pretende falar ou intervir em um debate ou assembleia, levanta seu braço como forma de pedir a palavra.
Roteiro para projeto de aprendizagem
É o roteiro de planejamento do projeto de aprendizagem a ser desenvolvido pelo educando.
Roteiro de estudo
Com orientação de seu tutor, o educando escolhe o que estudar no período de uma semana ou quinzena e monta seu roteiro. Diariamente, ao chegar ao Projeto Âncora, o educando faz seu planejamento diário, com a gestão do tempo, espaços e conteúdos a cumprir.
Registros de avaliação
Todas as avaliações realizadas pelos educadores no decorrer dos dias são registradas no processo individual do educando, que resulta em uma síntese elaborada pelo tutor, acrescida da avaliação de atitudes e competências.
Reuniões de pais
Ocasião para reunião entre os pais e o Projeto Âncora, para tratar de assuntos referentes ao aprendizado e desenvolvimento dos filhos.
Tutor
Pessoa responsável por orientar os estudos da criança, avaliar o desenvolvimento da autonomia, acompanhar suas atitudes, aprendizado, relações familiares e sociais, entre outros.
Visitas de estudo
Visitas a outros locais onde os educandos podem aprender interagindo com o meio, vivenciando experiências e recolhendo dados que, muitas vezes, não são obtidos na escola.

Prática Pedagógica

Conheça nossa proposta educativa CRIANÇA PROJETO TUTOR ROTEIRO DE ESTUDOS GRUPO AVALIAÇÃO

CRIANÇA

Cada criança é um universo em permanente desenvolvimento. O que nos importa são seus interesses e necessidades, descobrir e encorajar suas aptidões e potencialidades, respeitando sempre sua história e sua cultura. Cada criança é um indivíduo único e deve ser tratado como tal. Se não somos todos iguais, por que temos que aprender todos ao mesmo tempo e do mesmo modo?

PROJETO

São construídos a partir de interesses, sonhos ou desejos da criança. Para desenvolver seu projeto, a criança faz um registro do que quer, o que já conhece, o que precisa conhecer, quais recursos necessários, quem poderá ajudá-la, como avaliar os resultados e compartilhar as descobertas. O mundo a sua volta serve para aquisição de saberes e desenvolvimento de competências essenciais.

TUTOR

É um educador que acompanha, orienta e verifica permanentemente a criança. Os tutores se norteiam pelos Parâmetros Curriculares Nacionais para elaborar um currículo subjetivo com cada criança. O tutor assume o papel de mediador entre o educando, a família, a sociedade e a escola. Os pais ou responsáveis são convidados e incentivados a participar e acompanhar de perto a aprendizagem da criança.

ROTEIRO
DE ESTUDOS

Elaborado a cada 7 ou 15 dias com o educador e a criança, o roteiro contém as atividades que o educando deverá cumprir neste período, levando em consideração seus interesses e projetos. Em cada atividade realizada, o educando desenvolve competências, que serão identificadas pelo tutor nos objetivos gerais do Parâmetros Curriculares Nacionais.

GRUPO

Por saber que o exercício da cidadania é que forma o cidadão, os educandos são parte ativa das decisões e resolução de questões, conflitos e problemas do Projeto Âncora. As decisões tomadas em grupo e por consenso nas assembleias de estudantes têm autoridade efetiva nas normas da instituição. Os educandos formam grupos de responsabilidade para acionar as melhorias e transformações necessárias.

AVALIAÇÃO

A avaliação é continuada, formativa e dinâmica. O trabalho do educando é supervisionado permanentemente pelos educadores e, em especial, por seu tutor. A cada dia, o educando faz sua autoavaliação, permitindo que ele tome consciência, a cada momento, do que já sabe, do que é capaz e de como poderá melhorar, tornando-se protagonista de sua aprendizagem.